Viagem de carro: cuidados que os motoristas da sua frota devem ter

Ao fazer uma viagem de carro, é essencial tomar alguns cuidados para ter mais segurança e evitar imprevistos. Um gestor de frotas deve sempre conscientizar seus motoristas sobre isso e dar algumas dicas para ajudá-los.

Com a quantidade maior de viagens o risco de problemas é maior, porém muitos deles podem ser evitados com um bom planejamento e bastante atenção do condutor.

Para auxiliar, preparamos este post listando alguns cuidados essenciais que os motoristas da sua frota devem ter. Confira!

Fazer uma revisão antes da viagem

O primeiro cuidado ao fazer uma viagem de carro começa antes mesmo de pegar a estrada: é essencial realizar uma revisão completa para saber se todos os itens indispensáveis para segurança estão corretos.

Uma atitude que pode ajudar nesses momentos é criar o hábito de fazer um checklist. Preparamos uma lista com o que deve ser conferido na revisão:

Pneus e rodas

Um ponto fundamental para ser revisado antes de qualquer viagem é o desgaste dos pneus. Pneus muitos desgastados ou irregulares prejudicam a aderência do veículo na pista. Isso pode ocasionar derrapagens, aquaplanagem e afetar negativamente a estabilidade geral do carro.

O ideal é que as ranhuras nos pneus tenham, no mínimo, 1,6 mm de profundidade. Se estiverem menores é necessário trocá-los antes da viagem.

Outro fator relacionado aos pneus é a calibragem, que deve ser feita de acordo com o manual do proprietário. Isso é importante para aumentar a estabilidade do veículo e conservar a estrutura do pneu, evitando problemas durante a viagem.

Em relação às rodas é essencial verificar o alinhamento e balanceamento. Muitos fatores podem fazer com que elas fiquem desalinhadas, como buracos na pista, subidas em calçadas etc.

Trafegar assim prejudica a estabilidade, causa o desgaste irregular dos pneus e da suspensão do veículo, além de outros problemas que podem contribuir para a ocorrência de acidentes e outros contratempos durante a viagem.

Motor

É sempre importante verificar os níveis de óleo, água e fluido de freio, além das manutenções necessárias do motor do carro. O óleo serve para lubrificar internamente e caso esteja abaixo do recomendado poderá causar problemas graves e até perda do motor.

O óleo também tem validade, de acordo com a quilometragem percorrida desde a última troca ou o tempo que transcorreu, por isso é fundamental verificar se está na hora de ser trocado.

Já água é responsável pelo resfriamento, por isso ela deve estar no nível recomendado, evitando que o veículo superaqueça e cause prejuízos.

O fluido de freio é o responsável por fazer o carro brecar. Também é fundamental conferir se ele está no nível certo e dentro do prazo de validade para evitar problemas nesse equipamento que podem causar acidentes graves, principalmente em longas viagens.

Conferir os equipamentos e documentos do veículo

Além dos itens da revisão, existem outros equipamentos devem ser verificados antes de começar uma viagem de carro, que são muito úteis durante o trajeto.

As palhetas para limpar o vidro são itens importantes que devem estar em dia. Quando estão ressecadas elas podem não retirar toda a água do para-brisa e ainda arranhar o vidro, dificultando a visão do motorista.

Os limpadores do vidro (esguichos d’água) também devem estar no nível correto e desentupidos. Eles são fundamentais para limpar as sujeiras que se acumulam durante as viagens e melhorar a visibilidade do condutor.

O sistema elétrico também deve ser todo revisado: carga da bateria, faróis, sinaleiras, setas, marcadores do painel etc. Tudo isso traz mais segurança à viagem e garante que as normas de trânsito estão sendo cumpridas.

Também devem ser revisados os itens de segurança do automóvel, bem como o condutor deve portar todos os documentos obrigatórios por lei. O extintor de incêndio deve estar dentro do prazo de validade e estar de acordo com as normas de trânsito, evitando problemas em fiscalizações e garantindo sua eficiência, se necessário.

O carro também deve possuir macaco, chave de roda, triângulo e chave de fenda para reparos, equipamentos indispensáveis em caso de imprevistos, como um pneu furado.

Por fim, o motorista deve verificar a validade dos documentos, como CNH e documentos obrigatórios do veículo, para que não ocorram atrasos e multas em caso de fiscalização devido à irregularidade do condutor ou do carro.

Observar condições da pista

Também deve ser repassado para os motoristas da frota a necessidade de observar e se precaver em relação às condições da pista. Estradas muito esburacadas, que estejam sofrendo alguma reforma, desvios ou recapeamento, por exemplo, são condições que devem ser consideradas.

Essas condições devem ser observadas principalmente em momentos de ultrapassagem, tendo em vista que essas condições aumentam os riscos de perder o controle do veículo e causar algum acidente grave.

Além disso, esses problemas na pista também podem causar danos ao veículo. Passar em buracos, estradas com asfalto irregular, algum terreno menos uniforme pode trazer danos à suspensão, rodas e pneus, o que acaba atrasando a viagem e traz mais custos para a empresa.

Em dias de chuva é imprescindível redobrar a atenção, tendo em vista que podem ter poças de água ou alagamentos na pista que podem causar a aquaplanagem e causar acidentes. Nessas situações pode ser melhor fazer uma parada e esperar as condições para viagem melhorarem.

Respeitar a sinalização

Outro ponto importante que deve ser observado em uma viagem de carro é o respeito à sinalização de trânsito. Obedecer aos sinais de paradas, curvas perigosas, desvios, retornos e trânsito lento é fundamental para garantir segurança de todos que utilizam a pista.

Além disso, há o limite de velocidade de cada via, que varia em cada lugar ou tipo de estada. É importante ficar atento à sinalização, principalmente em lugares mais desconhecidos, para não ser pego desprevenido trafegando em alta velocidade.

Quando há obras na pista também costuma haver uma sinalização especial para a circunstância, como desvios ou paradas para aguardar a obra, portanto o cuidado deve ser redobrado para evitar acidentes.

Escolher os locais de paradas

Em viagens muito longas é imprescindível que se faça paradas para descanso e alimentação. O ideal é fazer uma rápida parada pelo menos a cada 4 horas, para descansar e seguir viagem mais tranquilamente.

Porém, é preciso escolher com atenção os locais, evitando lugares desconhecidos, com pouco movimento ou muito afastados, devido ao risco de assaltos.

A alimentação também não deve ser muito pesada, para que o motorista não tenha mal-estar durante a viagem e precise fazer outras paradas além das planejadas.

O ideal é planejá-las com antecedência, antes mesmo de iniciar a viagem. Contudo, podem acontecer imprevistos e, nessas horas, é importante ter atenção ao local.

Finalmente, vale salientar que sempre que o motorista se sentir muito cansado é fundamental que ele pare para descansar. Essa medida garante a segurança dele e de todos que utilizam as vias de trânsito.

Seguindo essas dicas, a viagem de carro dos motoristas da sua frota será mais segura e com menos imprevistos, trazendo tranquilidade a todos.

Gostou desse post? Então aproveite para conhecer a nossa planilha para controle de frota! É só clicar no botão abaixo!

Baixar Planilha

Leave a Reply